A Crise na Arquitetura em Portugal

4 Fevereiro, 2012

A Crise na Arquitetura em Portugal

A crise no sector da construção, originou a falta de novos projetos e tornou a prática da Arquitetura ainda mais difícil. Nos últimos meses diversos ateliers de topo têm despedido Arquitetos, por exemplo os ateliers de Álvaro Siza Vieira, Alcino Soutinho e Carrilho da Graça dispensaram uma porção considerável dos seus colaboradores.

Cerca de 40 % dos cerca de 20 mil arquitetos Portugueses estão no desemprego ou exercem atividades não relacionadas com o setor da arquitetura, tornando a classe uma das mais precárias do país.
O facto de tradicionalmente grande parte dos arquitetos serem trabalhadores independentes, torna a situação ainda mais difícil, pois existe uma grande percentagem que exerce a profissão sem estabilidade laboral.
Por outro lado a administração pública, que forneceu durante muitos anos saídas profissionais estáveis, deixou de contratar arquitetos.

Fotografia via Wikimedia







Comentar


* Obrigatório